quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Sobre os Estados Unidos

(...) Obviamente, esses problemas são menos preocupantes em países poderosos e estáveis. Afinal, não faz muita diferença quem é o presidente dos Estados Unidos: desde 1865, sete presidentes foram assassinados ou forçados a se retirar antes do fim do mandato, e foram substituídos por indivíduos que não haviam sido escolhidos para governar o país. No entanto, a história dos Estados Unidos não sofreu alterações significativas por causa desses traumas. Nos Estados Unidos, os trilhos nos quais corre o trem do poder são tão estáveis que, seja quem for alçado ao posto de condutor, não há risco de um descarrilamento. Já na União Soviética, a liderança podia fazer diferença, e certamente o fez. 
(...)

Excerto de O novo século: entrevista a Antonio Polito
Eric J. Hobsbawn

Nenhum comentário: